Tema anual para 2013/2014

A Direção Pedagógica do Colégio Penas Real, em conjunto com a sua equipe pedagógica e administrativa, escolheu para este novo ano letivo 2013/2014, como projeto de escola o tema – A Agricultura Familiar.

A opção pelo tema teve como suporte a decisão que os 193 países membros da Organização das Nações Unidas (ONU) tomaram, ao declarar o ano de 2014 como o Ano Internacional da Agricultura Familiar (AIAF 2014).

Esta declaração foi considerada inédita para o setor e é o resultado do reconhecimento do papel fundamental que esse sistema agropecuário sustentável desempenha para o alcance da segurança alimentar no nosso planeta.

O principal objetivo do evento é promover em todos os países políticas públicas que favoreçam o desenvolvimento sustentável de sistemas de produção agrícola baseados em unidades familiares, fornecer orientações para pôr em prática essas políticas, incentivar a participação de organizações de agricultores e despertar a consciência da sociedade civil para a importância de apoiar a agricultura familiar.

É de referir que esta temática coabita com o mote anual para 2014 do Programa Eco-Escolas – Agricultura Biológica.

Assim sendo, é nosso objetivo dotar os alunos de conhecimentos sobre agricultura autossustentável, desenvolvendo um vasto conjunto de atividades baseadas no respeito pelo meio ambiente e biodiversidade.

Desta forma vamos continuar muito empenhados com a nossa Horta Biológica e propormo-nos aos seguintes Projetos:

“UM CONVITE AO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL…”

  • Galinheiro

Um dos desafios ecológicos passa pela construção de um galinheiro. O projeto viabiliza o contacto sensorial dos alunos com algumas aves em diferentes fases do desenvolvimento. E por isso, requer cuidados específicos, estimulando a sensibilidade, o respeito e o contato entre os alunos e os animais. No âmbito deste projeto, as crianças/alunos serão responsáveis pela manutenção deste espaço, trabalhando diversos conteúdos.

  • Pomar

No intenso processo de urbanização que a nossa sociedade está a presenciar, cada vez mais nos afastamos do contacto com a Natureza. Os gostos da “fruta comida no pé”, vivências únicas para quem teve a oportunidade de ser “criança de quintal”, têm-se transformado em algo raro, já quase inexistente. Pretendemos, assim, cultivar um pomar, de forma a aumentar a variedade dos nossos produtos e continuar a desenvolver atividades no âmbito da educação ambiental.

 

Em suma, a Educação Ambiental é um processo participativo, onde os alunos assumem o papel de elementos centrais do processo de ensino/aprendizagem pretendido, participando ativamente no diagnóstico dos problemas ambientais e encontrando soluções.

"Formar uma população mundial consciente e preocupada com o ambiente e com os problemas com ele relacionados, uma população que tenha conhecimento, competências, estado de espírito, motivações e sentido de empenhamento que lhe permitam trabalhar individualmente e coletivamente para resolver os problemas atuais, e para impedir que eles se repitam”.

Finalidades da educação ambiental determinadas pela UNESCO, logo após a Conferência de Belgrado (1975)

 

 

voltar